DEPARTAMENTO DE SAÚDE ESCOLAR

Varicela

Prezados Pais e/ou Responsável,

A varicela (também conhecida como “catapora”) é uma das doenças infectocontagiosas mais comuns na infância devido à facilidade de transmissão. O final do inverno e início da primavera é a época do ano mais propícia ao aparecimento de casos de varicela, mas podem ocorrer casos em outros períodos. O surgimento de eventuais casos não é motivo para cancelar aulas ou para que crianças que não tiveram a doença se ausentem da escola.

Como forma de prevenir a ocorrência de casos na escola, o Departamento de Saúde Escolar (DSE) do Bom Jesus envia aos pais, no início de todos os anos, um texto informativo sobre vacinas, dando especial enfoque à recomendação de uso da vacina contra varicela.

Procurando esclarecer as dúvidas mais frequentes, encaminhamos algumas informações sobre essa enfermidade.

Atenciosamente,

Dr. José Francisco M. Klas
Coordenador Depto. Saúde Escolar




Informações sobre Varicela

A varicela é uma doença viral e os casos, em sua maioria, costumam ocorrer no final do inverno e início da primavera. Além da vacinação, recomendada antecipadamente, a única medida de controle frente a um caso de varicela na escola é o afastamento do paciente até que o médico da família libere o seu retorno, mediante atestado.

As dúvidas mais frequentes dos pais em relação à varicela são relacionadas à sua contagiosidade. Uma característica pouco divulgada em relação a essa doença é que, dois dias antes do surgimento das lesões de pele, o paciente já está transmitindo a doença, por via respiratória. Portanto, mesmo antes de a doença poder ser diagnosticada, o paciente pode já ter transmitido o vírus para pessoas do seu convívio. É essa característica que faz com que continuem surgindo casos em escolas, mesmo que todos os alunos com lesão de pele característica sejam afastados. A transmissão persiste até que todas as lesões estejam na fase de crostas (“casquinha”). A partir desse momento (todas as lesões na fase de crostas), o paciente não precisa ficar isolado, podendo frequentar normalmente a escola. Muitos leigos têm a noção de que a transmissão acontece na fase de crostas, o que não é verdade.

Alunos que foram vacinados têm pouca possibilidade de apresentar varicela. Crianças que já apresentaram a doença estão protegidas.

Aproveitamos para informar que houve mudança, recente, no esquema de vacinação contra varicela, sendo recomendada dose de reforço. Por esse motivo, poderá ser útil agendar consulta com o médico da família para atualizar as orientações sobre vacinas. Lembramos que a vacina não será aplicada na escola e não está disponível na rede pública para uso geral.

Cuidados em relação à escola

Caso os pais suspeitem de varicela ou outra doença infectocontagiosa, não deverão encaminhar o aluno para a escola até sua avaliação pelo médico da família.

Alunos que apresentem lesões de pele sugestivas de varicela, no decorrer das aulas, serão mantidos no Departamento de Saúde Escolar e seus pais serão comunicados para que procurem avaliação médica.

Cabe ao médico da família diagnosticar a doença, indicar eventuais medicamentos e recomendações e emitir atestado especificando o período de afastamento da escola (prazo variável, definido caso a caso).

Os pais, ou responsáveis, devem comunicar à escola, tanto aos professores como ao Departamento de Saúde Escolar, os casos de varicela ou de qualquer outra doença infectocontagiosa. A relação dos telefones do DSE está disponível nas últimas páginas da agenda escolar.

Alunos imunodeprimidos (por exemplo: pacientes em quimioterapia) que não tenham sido vacinados e que não tenham tido a doença podem requerer medidas especiais. Os pais e/ou responsável desses alunos podem informar o Departamento de Saúde Escolar para que sejam comunicados caso ocorra algum caso na turma de seu filho.

Alunos com varicela não podem frequentar a escola até que todas as lesões estejam na fase de crostas.
Reforçamos a recomendação, feita no início do ano, de que alunos que não tenham tido a doença sejam vacinados. Entretanto, caso o aluno já esteja em fase adiantada de incubação do vírus, a vacina não consegue evitar a doença.

Comente esta notícia:

Fechar [ x ]






Envie esta notícia para um amigo:

Fechar [ x ]











Unidades: Encontre ao lado a unidade Bom Jesus mais próxima de você: